Culinária para amadores – Feijoada

Por

Já faz um tempo que tenho vontade de compartilhar sobre culinária por aqui, mas esse não é exatamente um dos meus talentos. Quem ficou com os genes da culinária na família foi meu irmão mais velho, Bruno, que não é nenhum profissional da cozinha mas gosta de comer bem e não passa aperto.

A ideia é compartilhar receitas sem frescuras que qualquer um pode se aventurar a fazer. O bom de cozinhar em casa é que você pode adaptar ao seu gosto, caprichar no recheio, duplicar o queijo ou pegar leve na pimenta. E é exatamente isso que meu irmão faz.

Como aqui no Canadá não tem todos os ingredientes igual ao Brasil, ou mesmo os que tem as vezes são um pouco diferentes, algumas receitas eu acabo simplificando ou substituindo. Mas na maioria das vezes eu substituo mesmo porque eu gusto de cozinhar com ingredientes do dia a dia, fáceis e que tem na cozinha ou em qualquer mercado. Não adianta vir com receita com noz-moscada ralada pelas virgens do Himalaia enquanto vigiadas pelos vikings em Valhalla que aqui vai ser trocado por páprica mesmo e sem dó.

Já deu pra sentir o que vem por aí, né?! Culinária para gente real e que cozinha para não passar fome. As dicas são de alguém que pegou a receita e realmente fez ela acontecer. Não é aquele passo a passo de livro chato e que te deixa com dúvidas. As dicas são bem práticas. E para começar vamos de feijoada e seus acompanhamentos, que pode parecer um prato complexo mas é bem possível para nós pobres mortais!

 

Feijoada 01

 

Lista de supermercado / Ingredientes

  • 1/2 quilo de feijão preto
  • 1 quilo de pelo menos 4 tipos de carne de porco – geralmente eu uso linguiça, bacon defumado, carne seca e costelinha, pois podem ser achados em qualquer mercado a qualquer hora do dia e da noite. Se quiser caprichar mais ou tiver tempo de procurar, aí pode colocar o resto do porco, rabo, pé, orelha…)
  • 2 folhas de louro (ou salsinha ou folha de cebola cortada p/ quebrar a rotina e mudar um pouco o gosto)
  • meia cebola picada
  • 2 dentes de alho picado
  • 1 tablete de caldo de carne
  • 1 pacote de bacon
  • 1 maço de couve
  • salsinha
  • farinha de mandioca
  • arroz
  • 2 laranjas

 

Preparo

Feijoada

Na noite anterior, lave bem o feijão e deixe de molho numa tigela com pelo menos 3 dedos de água cobrindo.

Se as carnes de porco que comprou já forem salgadas (como carne seca por exemplo), também deixe de molho em água na noite anterior para desalgá-las.

Abandone tudo lá e vá dormir. Senão quiser dormir se abrace no Netflix. Mas lembre que se quiser comer a feijoada na hora do almoço é bom sair da cama e começar a preparar umas 10, senão vai virar café da tarde e ser comida com torrada.

Pique 3 tirinhas de bacon e frite com a cebola, alho e o caldo de carne na própria panela de pressão. Não precisa colocar óleo nem nada pois o próprio bacon já solta bastante gordura. Quando o banco e a cebola já estiverem dourando, adicione todo o feijão junto com a água em que ficou de molho e as folhas de louro. Se necessário adicione mais água até que cubra dois dedos acima do feijão.

Feijoada 02

 

Em fogo médio, cozinhe na panela de pressão por 20 minutos. Comece a contar o tempo somente do momento em que a panela pegar pressão.

Quando der os 20 minutos, retire a pressão da panela, abra e adicione todas as carnes. Feche novamente e cozinhe por mais 25 minutos em fogo médio, mas comece a contar o tempo somente quando a panela pegar pressão novamente.

Nesses 25 minutos em que a feijoada cozinha é hora de ir para os acompanhamentos.

Tem gente que prefere já colocar a carne junto com a primeira leva de feijão e cozinhar uma vez só, mas o problema é que o feijão tem um tempo de cozimento maior e dependendo da carne que você colocar se desmancha ou fica molenga demais, ou esturrica toda a linguiça. Mas na minha opinião, já que você vai passar por toda a trabalheira e sujar toda a cozinha de qualquer maneira, não tem porque ser preguiçoso logo nessa etapa, faça direito.

 

Feijoada 06

 

Couve refogada

Corte 3, 4, 5 ou sei lá quantas tiras de bacon você achar suficiente, afinal bacon nunca é demais e o safado sempre encolhe. Quando for escolher o bacon, sempre fique de olho na proporção gordura (parte branca) X carninha (parte rosa), quanto maior a proporção de gordura, mais ele encolhe. Na foto abaixo eu cortei 4 tirinhas.

Corte a couve em tirinhas finas. Pode cortar um monte, pois de todos os ingrediente a couve é o que mais encolhe. Para uma frigideira grande eu geralmente uso pelo menos umas 8 folhas grandes.

 

Feijoada 05

 

Refogue o bacon numa frigideira grande com um pouco de sal. Comece em fogo baixo, assim o bacon vai começar a soltar a gordurinha e fritar nela mesma, passe para fogo médio. Quando estiver bem tostado, adicione a couve e vá refogando e mexendo devagar, pois conforme ela esquenta e refoga, além de encolher ela vai ficando mais macia e misturando com o bacon. Quando estiver com cara de gostoso, está pronto, tire do fogo.

dica: use a parte do bacon com mais gordura aqui, pois vai dar mais óleo para refogar a couve.

 

Farofa

Tem gente que esnoba, mas não adianta, o que dá a liga no prato de feijoada e faz a diferença entre um prato de feijão normal, é a farofa. É o que dá a satisfação do dever cumprido e efeito estufa depois de comer.  Mas não é farinha pura e seca, tem que ser farofa.

Novamente, pique umas 2, 3 ou quantas tirinhas de bacon você achar suficiente e frite em fogo baixo. Pique meia cebola pequena, ou um pouco menos. Não existe quantidade exata para a cebola, apenas tente manter uma proporção de 2/3 bacon e 1/3 cebola. Logo que o bacon começar a soltar a gordurinha, aumente para fogo médio e adicione a cebola, umas folhinhas de salsa picada (a salsa é opcional, pois é mais para dar aroma do que gosto e honestamente as vezes eu esqueço).

Feijoada 04

 

Quando tudo estiver dourado adicione a farinha de mandioca e frite a farinha na gordura do bacon até ela mudar de cor e ficar com cor de farofa.

doping: se não estiver afim de arriscar a quantidade de sal ou tempero na farofa, substitua o sal e a farinha de mandioca por farofa pronta Yoki. Depois de frita no bacon com cebola, normalmente apenas os farofeiros avançados perceberão a diferença.

Feijoada 03

 

Arroz

Arroz é fácil de fazer, não precisa de receita.

dica: cozinhar o arroz antes de tudo, senão corre o risco de faltar espaço no fogão.

 

Laranja

Descasque e corte em cubos.

Depois de se empanturrar de feijão, farofa e porco, nada melhor que uns gomos de laranja para ajudar tudo a descer e começar a digestão.

dica: depois de comer vá direto para uma soneca para prolongar a satisfação proporcionada por umas pratadas de feijoada.

 

Rendimento

Esta receita rende porção para 4 pessoas morrendo de fome ou 6 pessoas normais. Podendo também ser congelada. Quando quiser comer é só descongelar e esquentar no microondas mesmo.

 

Oh lá, não parece super possível? É só ter um pouquinho de tempo e disposição! Se sentir roliço depois de um bom prato de comida, não tem preço! Então mão no feijão e boa sorte 😉

27 anos de pura teimosia e compreensão. Psicóloga, apaixonada pela confusão da mente humana. Vive para comer bem e sonha em adotar todo os cachorros abandonados do mundo. Além de trazer as novidades de moda e beleza, também quer te fazer pensar sobre as coisas da vida!

No Comments Yet.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *