É errando que se aprende?

Por

Nossa vida é cheia de clichês e aquele famoso ”é errando que se aprende” é mais um deles. Nesse caso é um clichê super verdadeiro. Sempre que erramos podemos tirar um lição daquilo, mesmo que seja pra não repetir o mesmo erro. E em alguns casos é inevitável, errar é apenas uma das etapas para se chegar ao acerto.

Mas o que não falam pra gente é que não é com os erros que a gente aprende, com os acertos também. Não falam porque parece super óbvio, mas vou te contar que praticamente sempre passa batido.

Por aqui sempre lembramos que chorar nossas tristezas e senti-las é importante, lembramos também que é preciso comemorar as alegrias e guardar aquela sensação boa da conquista por mais tempo. Mas hoje acho importante adicionar mais um ponto: analisar nossos acertos.

Geralmente quando um relacionamento termina passamos um tempão encarando a frustração do fim e remoendo o que fizemos de errado. Mas a gente esquece que antes de dar errado, precisou dar certo. Para terminar um relacionamento você primeiro começou um e que durou por algum tempo. Então, por que além de olhar para o que deu errado no final, também não olhamos para o que deu certo no inicio e durante? Alguma coisa boa tinha para que durasse o tempo que durou, senão nem teria começado. E isso podemos levar para outras áreas da vida também.

Se você foi bem em uma prova ou passou no vestibular, o que te levou a isso? Foi estudar mais, prestar atenção nas aulas, se afastar da redes sociais? Se você foi demitido depois de um ano do seu emprego, o que te levou a ser escolhido entre outros candidatos ou, o que te fez passar pelo período de experiencia e ser contratado? Se você finalmente conseguiu fazer uma viagem ou comprou algo que queria, como isso aconteceu? Foi trabalhando mais, economizando nas pequenas coisas, mudando suas prioridades?

É super importante conhecermos nossos defeitos e identificarmos nossas falhas, mas conhecermos nossos pontos fortes também fundamental. Precisamos perceber quais são as nossas qualidades para usar quando for oportuno, aperfeiçoar e repetir quando for preciso.

Então, a partir de agora, além de comemorar suas conquistas e boas escolhas, também as analise. Entenda o caminho que foi percorrido e qual foi o seu papel nisso tudo! Aprenda com seus acertos também. É muito mais prazeroso!

27 anos de pura teimosia e compreensão. Psicóloga, apaixonada pela confusão da mente humana. Vive para comer bem e sonha em adotar todo os cachorros abandonados do mundo. Além de trazer as novidades de moda e beleza, também quer te fazer pensar sobre as coisas da vida!

No Comments Yet.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *