Talvez eu goste de você

Por

talvez eu goste de você

Talvez eu goste de você. Talvez. Seu estilo não é o meu preferido, mas confesso que é charmoso. Ninguém mistura melhor camisa xadrez e jaqueta de couro que você. O jeitinho de sorrir, meio de lado, meio tímido não chama muito atenção mas me faz sorrir um pouquinho também.

Quando você me abraça parece que tudo pára, por um segundo. Pena que não fazemos muito isso. E quando você está disposto, a conversa pode render por horas. Às vezes, me faz até mudar de opinião, e isso talvez seja um pouco raro.

Seu cabelo, ah seu cabelo… ele é muito bom, admito! Poderia passar dias te fazendo cafuné de tão macio e gostoso que é. A propósito, evite o gel, você não precisa dele.

O teu gosto musical meio velho e a opção por não fazer dieta também me atraem. Nada como uma pizza no sofá com você e muito sorvete de sobremesa sem culpa. Adoro que você coloca granulado por cima, te faz parecer um menino.

Tudo seria perfeito se-não-fosse-o-seu-incrível-talento-pra-me-irritar. O dom supremo. A capacidade 100% aproveitada. Aquele prazer nos olhos de me ver borbulhar. Esses olhos pequenininhos, espremidos, sem espaço. Me faz ter vontade arrastá-los no asfalto. Ah como você me irrita.

Então, ta aí, talvez seja por isso que eu não goste de você. E não me mostre esse cabelo, ah esse cabelo…

Psicóloga, apaixonada pela confusão da mente humana. Vive para comer bem e sonha em adotar todo os cachorros abandonados do mundo. Além de trazer as novidades de moda e beleza, também quer te fazer pensar sobre as coisas da vida!

No Comments Yet.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *